Dicas de Saúde

Dietas e Metabolismo

O metabolismo lento é frequentemente culpado pelo ganho de peso e fracasso das dietas, mas podemos vencê-lo! Descubra como…

Muitas vezes ouvimos frases como “o meu metabolismo é lento, tenho tendência para engordar, não consigo perder peso”.

Existe alguma verdade nestas expressões, já que a relação entre metabolismo e peso é muito estreita e ele adapta-se à restrição calórica causada pelas dietas, provocando uma estagnação ou aumento do peso. Mas podemos fazer alguma coisa relativamente a isto:

VAMOS 1º PERCEBER O QUE É O METABOLISMO E COMO FUNCIONA

O metabolismo consiste num conjunto de reações químicas que ocorrem no organismo para transformar e utilizar a energia obtida através dos alimentos, sendo pessoal e característico de cada indivíduo.

Para manter as funções vitais, como a respiração e o batimento cardíaco em repouso, o organismo necessita de uma determinada quantidade de energia. Esse gasto energético corresponde à taxa metabólica basal ou metabolismo basal.

Se este metabolismo for acelerado, queima mais facilmente a energia/calorias que consome (e acelera o processo de emagrecimento); se, pelo contrário, for lento, a energia é armazenada sob a forma de gordura.

É importante sabermos que a energia gasta na manutenção das funções vitais representa cerca de 70% do gasto, sendo os esforços físicos e mentais adicionais apenas responsáveis pelos restantes 30%.

Concluímos, portanto, que para controlar o peso é mais eficaz manter o metabolismo basal em bom funcionamento do que aumentar os esforços físicos, sem nos esquecermos, claro, que a prática de exercício físico é essencial para a saúde em todos os níveis e contribui para o aumento dos níveis de massa magra do nosso organismo em relação à massa gorda, sendo esta relação determinante na Taxa Metabólica Basal.

FACTORES QUE INFLUENCIAM O METABOLISMO

Muitos factores influenciam a taxa metabólica basal (TMB), fazendo com que ela abrande ou acelere. A genética, a idade, o género, a actividade física e a composição corporal (quanto maior for a massa magra, maior será a taxa metabólica basal), o tipo de alimentação, os níveis de hidratação são os mais importantes. Alguns problemas de saúde, como hipotiroidismo, hipertiroidismo, diabetes e doenças que levam ao consumo de corticoides, ansiolíticos e antidepressivos alteram muito a TMB.

DIETAS E METABOLISMO: DIETA HIPOCALÓRICA VS DIETA CETOGÉNICA

Dieta Hipocalórica

A restrição calórica prolongada tem 2 efeitos sobre o organismo:

  1. Obriga o metabolismo a reduzir-se para que seja queimada menos energia / calorias e para que se armazene massa gorda como uma estratégia de prevenção de futuras carências.
  2. Provoca o catabolismo (destruição) da massa magra, já que esta consome mais energia do que a massa gorda.

É por estes motivos que as dietas pobres em calorias não são eficazes e produzem o conhecido efeito ioiô: além da recuperação do peso perdido sucede-se o ganho de alguns quilos devidos a essa adaptação que promove a desaceleração do metabolismo.

Dieta Cetogénica

A dieta cetogénica é uma abordagem dietética que consiste na restrição da ingestão de hidratos de carbono, com consequente ingestão compensada de gorduras e proteína.

O valor diário de hidratos de carbono “permitido” varia entre 20g-50g por dia ou 5% do valor energético total do dia alimentar. São estes os principais efeitos no organismo:

  1. Sendo uma dieta com valores elevados de gordura, não existe restrição calórica nem o consequente efeito de redução da TMB; não provoca sensações de fome nem cansaço.
  2. O aporte adequado de proteína e ingestão muito baixa de hidratos de carbono fazem com que a energia seja utilizada de forma diferente no organismo. O nosso organismo utiliza, em primeiro lugar, os hidratos de carbono como fonte de energia. Esgotadas estas reservas, torna-se necessário encontrar uma outra fonte de energia. É nesta altura que o fígado produz os corpos cetónicos, que conseguem transformar a gordura em ácidos gordos que são fonte de energia alternativa. Os corpos cetónicos não são perigosos: podem ser detetados na urina, no sangue e no ar expirado.

Por estes motivos esta dieta é a mais eficaz em termos de perda de massa gorda e consequentemente de efeitos mais prolongados já que, melhorando a relação Massa Magra/Massa Gorda no nosso corpo, promove o aumento da TMB ao contrário das dietas que restringem calorias e gorduras.

A aplicação prática da dieta cetogénica é bastante complicada devido às regras de utilização dos hidratos de carbono permitidos.

Também o aporte proteico tem que ser rigorosamente controlado na dieta cetogénica, uma vez que um consumo demasiado elevado pode aumentar os níveis de insulina e diminuir o número de corpos cetónicos.

Assim, se pretende iniciar uma dieta cetogénica consulte um nutricionista ou dietista de modo a poder ser acompanhado de forma personalizada durante este processo.


Apoio e informação

932 558 558 / 218 011 139 Slim and Svelte Amoreiras Contacte-nos

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply